A sina de um goleiro

Quinta Feira 31 de Agosto de 2017

 

Por Wanderley Cepeda

Muitos podem não gostar ou concordar mas é o meu pensamento.
Existem jogadores, e não são poucos, fadados ao sucesso em times menores.
Vejam o caso de Alex Muralha.
Formado nas categorias de base do PARANÁ CLUBE, em 2011 foi considerado o grande responsável pela ascensão do COMERCIAL SP para a elite do futebol paulista depois de 25 anos, no ano de 2012 defendeu quatro pênaltis durante o Campeonato Paulista, tornou-se ídolo no FIGUEIRENSE em 2014/2015, negociado com o FLAMENGO no ano passado, chegou a Seleção Nacional pelas mãos de Tite, acho que foi um dos poucos equívocos do treinador, e agora crucificado pela crítica e seus torcedores.
O goleiro quando atua em times menores tem muito mais trabalho durante uma partida.
Recebe em média dez arremates contra sua meta.
Acaba aparecendo muito mais.
Uma defesa difícil num time menor é um milagre…
A mesma defesa num time maior é obrigação…
Viram a diferença?
Que ele é um goleiro mediano é fato.
Que o futebol brasileiro carece de grandes goleiros é outro fato.
Mesmo na seleção não temos um nome de unanimidade nacional como foram no passado Leão e Taffarel.
A culpa, se é que ela existe não é do Muralha e sim de quem o colocou lá como a salvação no gol rubro negro.
Com a chegada de Diego Alves e ascensão do jovem Thiago, o melhor para ambas as partes seria um empréstimo em 2018.

Ainda sobre os goleiros,
Já faz algum tempo e foi durante uma Copa São Paulo de Juniores,
Ouvi de um preparador uma orientação muito interessante e gostaria de compartilhar:
“Esqueça esta história de escolher o canto….. fique no meio do gol e espere o cobrador bater ….. desta forma você (o goleiro) irá defender todos os pênaltis mal batidos e que são a maioria”.
Para aqueles que gostam de detalhes eu sugiro que observem de agora em diante pois este treinador de goleiros hoje está em um grande time da Série A e seu goleiro vem defendendo algumas penalidades.

Comentários, Críticas, Sugestões de Pauta sempre serão bem vindas